Projeto entre IICA e estado da Bahia permitirá o tratamento de esgoto com aproveitamento de biogás

IICA e Empresa Baiana de Água e Saneamento iniciam projeto de cooperação técnica para ampliação do sistema de esgoto do estado e implantação de Estação de Tratamento que usará biogás para geração de energia

Portal do Saneamento Básico

09/08/2018

O Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) estão dando início ao estudo que permitirá a ampliação do sistema de esgoto da Bahia e a implantação de uma Estação de Tratamento de Esgoto com uso e aproveitamento de biogás. A iniciativa beneficiará regiões rurais e urbanas do estado, envolvendo uma população inicial de 316 mil pessoas até 2031.

No âmbito da cooperação técnica, IICA e Embasa firmaram, no final de julho, um contrato no valor de R$ 7 milhões com o consórcio de empresas Brasil-Espanha (TPF/INCIBRA/INNCIVE), que ganhou a concorrência para elaborar o trabalho. A reunião também contou com a participação da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), órgão que regula a cooperação técnica internacional no Brasil.

A área escolhida para a realização do projeto é a região de Camaçari e Dias D’Ávila, em função do alto crescimento populacional e do aumento pela demanda de saneamento, com o intuito de diminuir as pressões ambientais sobre os mananciais da região metropolitana de Salvador. O projeto da Estação de Tratamento de Esgoto Norte (ETE Norte), que terá uso e aproveitamento energético de biogás, vai abranger a sede dos dois municípios, incluindo ainda os distritos de Parque das Mangabas, Parafuso, Nova Dias D’Ávila, Emboacica, Futurama, Leandrinho e suas respectivas zonas de expansão. Sua implantação vai permitir a criação de 27.978 novas ligações de esgoto, com projeção de expandir para o atendimento de 480 mil pessoas em 2046.

Para Hernán Chiriboga, Representante do IICA no Brasil, trata-se de uma iniciativa inovadora para o Instituto e para o estado da Bahia. “O IICA está se especializando em temas de alta demanda técnica, como estes relacionados à potencialidade de uso de água e reúso de água. Em estudos deste tipo, a expertise técnica internacional é um fator fundamental e, ao final deste projeto, a experiência poderá servir de exemplo para outros países”, destaca.

A ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Camaçari e Dias D’Ávila e a implantação da ETE Norte serão feitas a partir de tecnologias voltadas para o reúso do efluente tratado e manejo eficiente do lodo resultante do tratamento, além da eficiência energética – pelo aproveitamento do biogás para produção de eletricidade. Outro grande ganho do aproveitamento de biogás é evitar que seus componentes, o H2S (gás sulfídrico), que é odorífero, e o CH4 (metano), gás de efeito estufa com potencial de aquecimento global 21 vezes superior ao do CO2, cheguem à atmosfera. Dessa forma a iniciativa também contribui com a meta 6 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável previstos Agenda 2030 (ODS/ONU).

De acordo com o diretor técnico e de Planejamento da Embasa, César Ramos, o projeto trará ganhos socioambientais importantes ao promover o saneamento básico na região e melhorar as condições de saúde pública. “A geração de energia através do biogás oriundo do processo de tratamento é um componente desta ETE que a tornará uma das mais modernas do país, possibilitando que 70% do consumo interno de energia elétrica seja suprido por meio de autoprodução. Também será possível uma melhoria significativa no balanço hídrico da bacia onde a ETE será construída, bem como na qualidade da água dos seus mananciais”, ressalta.

O estudo desenvolvido por meio da parceria entre IICA e Embasa possibilitará uma cooperação financeira entre governo do estado da Bahia e Banco de Desenvolvimento Alemão (KfW), para execução do projeto, no valor estimado de € 80 milhões.

Sobre o IICA

É o organismo internacional especializado em agricultura do Sistema Interamericano. Sua missão é estimular, promover e apoiar os esforços de seus 34 Estados-membros para alcançar o desenvolvimento agrícola e o bem-estar rural, por meio da cooperação técnica internacional de excelência.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?