Obras do Sistema de Esgoto do Farol de Santa Marta são autorizadas, em Santa Catarina

Por Gerência de Comunicação Social da Casan

O Governo de Santa Catarina e a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) assinam nesta sexta-feira (14) a Ordem de Serviço que autoriza o início das obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Laguna, para atendimento do Farol de Santa Marta e Praia da Cigana, paraísos do Litoral Sul de Santa Catarina.

A assinatura será realizada às 17h, na sala de reuniões da Prefeitura Municipal de Laguna, localizada na Rua Colombo Machado Sales S/N. A empresa vencedora da licitação e executora da rede será a Incosan Ltda.

O ato na Prefeitura vai formalizar o início da implantação de uma nova rede coletora do Sistema, no valor de R$ 10,3 milhões. A implantação da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) permanece em licitação. No total, os recursos para esta obra de rede e estação vão ultrapassar a soma de R$ 16 milhões, obtidos via financiamento junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

O Sistema Público de Esgotamento Sanitário do Farol de Santa Marta-Praia da Cigana vai atender mais de 7 mil pessoas, entre moradores e visitantes. A rede coletora terá 17,3 quilômetros de extensão, possibilitando a implantação de quase 1 mil ligações domiciliares. O sistema terá ainda quatro estações elevatórias de esgoto, para bombeamento do esgoto até a unidade de tratamento, e mais 4,3 quilômetros de emissários terrestres (tubulações que levam o esgoto para o local de depuração).

O Sistema de Esgotamento Sanitário conta Licença Ambiental de Implantação junto à Fundação Lagunense de Meio Ambiente e vai permitir que Laguna eleve sua cobertura de coleta e tratamento de esgotos de 53% para 58%. O investimento atual complementa o de 2016, quando o município recebeu R$ 43,7 milhões em redes de coleta e uma moderna Estação de Tratamento erguida no bairro Vila Vitória.

A licitação para a construção da nova Estação de Tratamento de Esgotos que vai atender o Farol de Santa Marta será relançada pela CASAN e tem valor previsto de R$ 5,4 milhões.

“É mais uma localidade contemplada com o sistema público de esgotamento sanitário e mais um passo fundamental para qualidade de vida e conservação do ambiente em Santa Catarina”, informa o diretor-presidente da CASAN, Adriano Zanotto.

A ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Laguna integra o Plano de Ação da CASAN, que destina R$ 1,6 bilhão somente para obras de esgotamento sanitário em mais de 30 cidades catarinenses. A meta é levar o Estado a um dos primeiros lugares do ranking nacional de saneamento até o ano de 2020.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?