Governo da Hungria oferece parceria para a revitalização do rio Belém

O governo da Hungria propõe parceria para trabalhar com o GGRI (Grupo Gestor do Rio Iguaçu) no projeto de revitalização do Rio Belém, principal afluente do Iguaçu na Região Metropolitana de Curitiba.
Em reunião realizada na última quinta-feira (27) o consulado da Hungria, apresentou a proposta da empresa Organica Water, de Bucareste, que é fornecedora global de soluções inovadoras para o tratamento e reciclagem de águas residuais. O sistema conta com o uso de plantas aquáticas capazes de absorver e filtrar as impurezas de rios e lagos. O Cônsul Honorário da Hungria, Marco Aurélio de Lima esteve presente, acompanhado da assessora jurídica Francine Fressaro, representando o Cônsul Geral da Hungria em São Paulo, Teleski Szilard. O assunto foi tratado com a vice-governadora Cida Borghetti. Também participaram da reunião representantes do governo paranaense (SEAE, SEMA e SEPL), da Prefeitura de Curitiba (SMMA,SMOP e IPPUC), da Sanepar e da UFPR. Uma equipe técnica da SEAE fará a análise das alternativas possíveis para desenvolvimento de um Termo de Cooperação Técnica. O secretário de Assuntos Estratégicos do Paraná, Flávio Arns, será o responsável por este termo.
Técnicos da Sanepar apresentaram as ações que a Companhia realiza na bacia do Rio Belém. “A Bacia do Rio Belém conta com a cobertura de mais de 98% com rede coletora de esgoto, mas ainda temos problemas com ligações irregulares”, afirmou o engenheiro Ernani Ramme. Além disso, a Sanepar vai apresentar uma proposta para o grupo de trabalho do Rio Belém para fazer um diagnóstico da situação atual da bacia do Rio Belém.
O arquiteto Sérgio Mateus, do IPPUC, informou que diversos rios de Curitiba estão sendo revitalizados, com investimentos em dragagens que já superam os R$300 milhões. “Atualmente estamos investindo 120 milhões em obras nos rios e já estamos fechando novos aportes, em torno de 200 milhões, para a recuperação de vários rios e galerias”, afirmou o arquiteto.
O secretario Flávio Arns lembrou do compromisso firmado com o Embaixador da Hungria para discutir alternativas para o projeto de recuperação do Rio Belém. Para o secretário, “este grupo está reunido para desempenhar um trabalho de qualidade, que estamos acompanhando. Devemos chamar todos os órgãos envolvidos para um esforço coletivo. Toda proposta ou idéia apresentada deve ser analisada pelo grupo técnico”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sanepar

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account