Especialistas debatem controle da qualidade da água em Florianópolis (SC)

Encontro ocorre até esta sexta-feira, 27, em Florianópolis (SC)

O controle de qualidade da água para abastecimento público é foco de uma reunião que se inicia hoje, quarta-feira (25), em Florianópolis (SC). No período de 25 a 27 de outubro a Capital recebe especialistas em saneamento na 32ª Reunião da Câmara Técnica de Controle de Qualidade da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (AESBE).

No período da manhã a agenda de trabalhos prevê uma visita técnica à maior unidade de tratamento de água da CASAN, a Estação de Tratamento de Água José Pedro Horstmann, localizada em Palhoça. No período da tarde as discussões técnicas serão realizadas nas dependências do Hotel Mercure, bairro Itacorubi. O diretor-presidente da CASAN, engenheiro Valter José Gallina, participa da abertura, às 14 horas.

“A realização da reunião em Florianópolis proporciona contato com especialistas em saneamento de todo o Brasil. Além disso será uma oportunidade para oferecer capacitação a 20 profissionais da CASAN envolvidos com controle de qualidade da água”, destaca o bioquímico da CASAN Rafael Luiz Prim, que desde julho desse ano coordena a Câmara Técnica de Controle de Qualidade da AESBE.

Primeira divisão técnica criada pela AESBE, no ano de 2003, a Câmara de Qualidade direciona seus esforços ao controle da água de abastecimento público, sem deixar de lado outras questões importantes do dia a dia das empresas de Saneamento – entre elas a gestão de riscos e novas regras para licitações de projetos e o Plano de Segurança da Água no Brasil.

Com credibilidade consolidada junto ao Ministério da Saúde, os profissionais que a compõem participam dos processos de revisão das portarias de potabilidade de água, em especial a portaria vigente (2.914/11- MS).

Entre os temas a serem debatidos até sexta-feira estará um projeto aplicado na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, que favorece a qualidade da água tratada, e equipamentos que permitem o controle totalmente remoto de estações de tratamento. A meta cumprida é resultado de ações realizadas entre abril e dezembro de 2016, quando foram aplicados compostos para combater a proliferação exagerada de algas e reduzir a presença de coliformes fecais do lago urbano, um dos cartões-postais de Belo Horizonte.

A AESBE é constituída por companhias estaduais de saneamento que atuam em 4.030 municípios, atendendo cerca de 74,2% da população urbana brasileira em abastecimento de água e 66,6% com esgotamento sanitário.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account