Copasa amplia esgoto tratado em Patos de Minas (MG)

Estação Elevatória de Esgoto de Patos de Minas (MG).

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) concluiu a 2ª etapa das obras do sistema de esgotamento sanitário em Patos de Minas, ampliando o percentual do tratamento de esgoto coletado de 30% para 80%. No início de maio foi iniciada a operação de mais três Estações Elevatórias de Esgoto no município. A partir dessas estruturas, grande parte do esgoto coletado e lançado no córrego Monjolo, no centro da cidade, agora é encaminhado para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

A ampliação do tratamento do efluente coletado demandou um investimento de mais de R$ 15 milhões. As três estações elevatórias de Esgoto estão localizadas nos bairros Vila Rosa, Nossa Senhora Aparecida e São José Operário e irão beneficiar mais de 67 mil imóveis na cidade. Na ETE, os poluentes presentes no esgoto estão sendo removidos de acordo com as eficiências de remoção exigidas pelos órgãos ambientais, antes de ser lançado de volta ao meio ambiente.

A superintendente de Operação Noroeste e Central da Copasa, Cristiane Carneiro, destacou a importância da obra e anunciou nova ampliação no percentual do tratamento, no próximo ano. “A Copasa está intensificando as ações para que, até meados de 2019, 100% do esgoto coletado em Patos de Minas receba tratamento, garantindo mais qualidade de vida para a população e contribuindo com a preservação do meio ambiente”.

A Copasa é responsável pelo abastecimento de água de Patos de Minas há 45 anos. Em julho de 2009, a Companhia iniciou a operação de esgoto com a coleta do efluente e a manutenção das redes da cidade. Desde então, já investiu mais de R$ 90 milhões na implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário – SES. Mais de 124 mil habitantes do município já são beneficiados com a coleta de esgoto e, desde 2013, a ETE permite o tratamento de 30% do esgoto coletado na cidade.

A população pode entrar em contato com a Copasa e tirar dúvidas sobre o funcionamento do sistema de esgotamento sanitário do município e sobre a ampliação do percentual do esgoto tratado por meio do número 115 ou na agência de atendimento local.

Córrego Monjolo
O Córrego Monjolo está, em grande parte, localizado na área central de Patos de Minas e a sua despoluição beneficiará diretamente a população do município. Uma das principais vias que serão beneficiadas é a Avenida Fátima Porto, que acompanha grande parte do trajeto do córrego dentro do município.

Além disso, o curso d’água deixará de receber microorganismos presentes no efluente descartado não tratado, evitando também a proliferação de doenças, além da evidente revitalização da Bacia Hidrográfica do Córrego.

Pró-Mananciais
A Copasa, ampliando o seu compromisso com a proteção e conservação dos mananciais utilizados para o abastecimento público, implantou em 2017 o programa Pró Mananciais em 58 cidades mineiras, incluindo Patos de Minas. A iniciativa conta com investimento anual de cerca de R$ 20 milhões e é realizada por meio da proteção e da recuperação das águas, desde a sua nascente até seu ponto de captação.

Para o desenvolvimento das ações do Pró Mananciais em Patos de Minas, foi criado, em novembro de 2017, o Coletivo Local de Meio Ambiente de Patos de Minas (COLMEIA Patos). O grupo conta com representantes de vários órgãos e segmentos do município, como Emater, Prefeitura, Instituto Estadual de Florestas (IEF), Empresa de Pesquisa e Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) e o Conselho de Defesa do Meio Ambiente (CODEMA). A Copasa, ao lado das demais entidades que integram o Coletivo, atua na proteção e recuperação das microbacias pertencentes às bacias hidrográficas dos rios Paranaíba e São Francisco.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account