AESBE Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais


Obra amplia oferta de água para 40 mil pessoas em localidades do Cabo de Santo Agostinho (PE)

Publicado em: 16/06/2017

Na tarde do dia 14, uma equipe da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) detectou mais uma ligação clandestina em uma distribuidora de bebidas, localizada no Pólo de Modas do Guará. A Polícia Civil acompanhou a ação e flagrou o proprietário do comércio, que foi conduzido para a 4ª Delegacia de Polícia do Guará. No período de divulgação da campanha publicitária "Gato de água dá azar", a Caesb intensificou as ações de fiscalização em combate as ligações clandestinas de água. Em 10 dias foram identificadas irregularidades em várias localidades do DF.
 
As mais recentes ações ocorreram em Sobradinho II, no Condomínio Morada da Serra, na Quadra 47, em que a equipe da Caesb identificou uma ligação clandestina, que beneficiava um prédio residencial, com mais de 20 apartamentos. Outras duas ligações também foram detectadas no Sol Nascente, em que atendia irregularmente 80 casas. Já no Riacho Fundo II, uma ligação irregular beneficiava um prédio residencial com 06 unidades.
 
Na semana passada, na Ceilândia (QNR 02), foi identificada uma ligação à rede da Companhia que beneficiava cerca de 30 moradias no local. Já na QR 631, em Samambaia, foram detectadas duas ligações clandestinas no local. Essas ligações beneficiavam irregularmente dois conjuntos da quadra, atendendo cerca de 20 casas. Um comércio da quadra 712/713 Norte também foi autuado.
 
Ao realizar uma vistoria nos locais, técnicos comprovaram o furto de água direto da rede. Foram registrados Boletins de Ocorrência nas delegacias das localidades. Após a análise da Polícia Civil, a Caesb fará a retirada da ligação clandestina. A Caesb abrirá processo contra os infratores, além de aplicação de multa que pode variar entre R$ 1.200 e R$ 76.000.
 
A Companhia estima que existam, no Distrito Federal, cerca de 38 mil ligações com potenciais consumos não autorizados, desviando 680 mil m3 por mês, levando a um prejuízo mensal de R$ 2,7 milhões. 
 

Fonte: Assessoria de Comunicação e de Imprensa da Compesa

Comentários

Comentar

 

Esqueci a senha

 
 

Empresas Associadas

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600