AESBE Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais


CASAN vai investir mais de R$ 20 milhões em Indaial (SC)

Publicado em: 17/05/2017

Passado o período de negociação entre Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) e Prefeitura de Indaial (SC) para renovar o Contrato de Programa, a Companhia se prepara para investir mais de R$ 20 milhões em Indaial, melhorando o abastecimento de água e ampliando os serviços de coleta e tratamento de esgoto.
 
O volume maior de recursos será destinado à obra do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES), que vai beneficiar mais de 7 mil moradores do bairro Tapajós. Orçada em R$ 15,5 milhões, com financiamento da agência francesa AFD, terá seu edital lançado tão logo a FATMA encerre as avaliações técnicas do empreendimento e emita a licença ambiental.
 
Apesar dos benefícios que a obra de esgoto traz à saúde e qualidade de vida da população e à valorização dos imóveis, há investimentos a curto e médio prazos muito aguardados em Indaial na área de abastecimento de água. Para tanto a CASAN reservou R$ 5,3 milhões, volume que representa um dos maiores aportes da Companhia em melhorias de água no Interior.
 
Serão construídos dois novos reservatórios, aumentando em quase 70% a capacidade de reservação atual do município. Um deles será instalado na Rua Camboriú, no bairro Rio Morto, com capacidade de 2 milhões de litros, e o outro no bairro Encano, com capacidade de 350 mil litros, a ser implantado na parte alta fundos da Rua Hilda Elias.
 
O município também ganhará uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA) modelo compacta, com capacidade de 50 litros por segundo. A ser instalada junto à estrutura já existente, a nova unidade ampliará, a partir de 2019, para 260 litros por segundo a capacidade total de tratamento no município.
Também o sistema de bombeamento de água para as regiões mais altas de Indaial está recebendo investimentos. Quatro pressurizadores (tipo booster) mais antigos estão sendo substituídos. Outros cinco deverão ser implantados em breve nas seguintes ruas:
 
Um na Dr. Blumenau, no bairro Encano (para atender as ruas Hilda Elias, Paulo Cardoso, Vila Nova, Hartwig Reguse e Hermann Gutz);Três nas ruas Bertoldo Trapp, Artur Haertel e Kurt Von-Gilsa (as três fazem parte do bairro do Sol); E um quinto booster na Rua Santo Antônio (bairro João Paulo II).
 
Todos estes investimentos previstos somam-se às melhorias implantadas recentemente na cidade, como a troca de 7 mil metros de tubulação, substituição de cinco pressurizadores, instalação de 470 novos hidrômetros, aquisição de uma caçamba e renovação de parte da frota de veículos.
 
"Com recursos assegurados, o Plano de Ação prevê aportes volumosos a curto e médio prazos que vão mudar o abastecimento de água da cidade", diz o diretor-presidente, engenheiro Valter Gallina. “E levaremos mais saúde e qualidade de vida à população ao ampliar a cobertura de esgotamento sanitário da cidade”.
 
PLANO DE AÇÃO – resumo das obras
 
SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA – Total R$ 5,3 milhões
Instalação de 5 novos Boosters
Objetivo: Promover a melhoria em pontas de rede (3 são para o bairro do Sol, 1 no Encano e 1 no João Paulo II)
Valor estimado: R$ 200 mil.
Prazo estimado: Segundo semestre 2017
Reservatório em aço vitrificado no Rio Morto – 2 milhões de litros:
Valor estimado: R$ 2 milhões.
Prazo estimado: 2018
Reservatório no Bairro Encano – 350 mil litros
Justificativa: região está na ponta do sistema.
Valor estimado: R$ 500 mil
Prazo estimado: 2018
Ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) em 50 l/s:
Justificativa: Ampliação para 260 L/s permitirá atender demanda dos próximos 10 anos. O projeto contempla também: ampliação da captação, reavaliação das instalações elétricas, ampliação da adutora de água tratada (AAT) e implantação do sistema de tratamento de efluentes.
Valor estimado: R$ 2 milhões
Prazo estimado: 2019
Status atual: elaboração de projeto e aquisição de terreno
Ações em andamento – em regime de contratação:
Substituição de 4 Boosters:
Objetivo: atender bairros Encano, Sol e João Paulo II
Valor: R$ 160 mil.
Prazo estimado: Segundo semestre 2017
Ampliação da Estação de Recalque de Água Tratada (ERAT)
Situação: Aumentar o espaço físico da ERAT e readequar as instalações elétricas para comportar o novo conjunto motor-bomba
Objetivo: aumentar a vazão da ETA dos atuais 190 L/s para 215 L/s
Valor: R$ 277 mil.
Prazo estimado: Segundo semestre 2017
 
SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO (SES)
Investimento previsto: R$ 15.561.116,
Recursos: Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD)
Prazo de execução: 18 meses (a partir da Ordem de Serviço)
População beneficiada: 7.048 (bairro Tapajós)
Ligações domiciliares: 2.237 unidades
Rede coletora: 30.630 metros
Emissários: 3.531 metros
Estações Elevatórias de Esgoto: 6 unidades
Obs: o esgoto será tratado na ETE já em operação
Status: aguardando licenciamento ambiental

Fonte: Gerência de Comunicação da Casan

Comentários

Comentar

 

Esqueci a senha

 
 

Empresas Associadas

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600