Casal orienta empresas limpadoras de fossas sobre normas para uso do emissário

As diretrizes para uso do emissário submarino de Maceió foram o tema de uma reunião promovida na última semana pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) para os donos das empresas limpadoras de fossas.

No encontro, realizado na sede da Unidade de Negócio Jaraguá da companhia, foram reforçadas quais são as formas corretas para que os caminhões dessas empresas façam o descarte no emissário do material recolhido das fossas sépticas. Gestores da Casal também fizeram uma explanação sobre as melhorias que vêm sendo feitas no local.

“Vocês são parceiros da Casal. Por isso, peço que denunciem os que fazem o descarte clandestino do material recolhido das fossas. Eles cometem crime ambiental ao fazer isso. O local correto para descarte de esgoto doméstico é o emissário, porém, temos que seguir algumas normas, pois a Casal também é fiscalizada nesse sentido”, salientou o vice-presidente de Gestão Operacional da companhia, Francisco Beltrão, durante o encontro.

Já o supervisor de Macrocoleta, Júlio Balbino, reforçou o que não pode ser descartado no emissário. “Não pode descartar apenas gordura retirada de restaurantes, supermercados e hotéis, por exemplo. A gordura é um resíduo sólido, por isso não pode ser levada para o emissário. Também não pode descartar resíduo industrial nem de qualquer outro tipo, apenas o doméstico”, esclareceu.

Ao final do encontro, a gerente da Unidade de Negócio Jaraguá, Fátima Acioly, explicou como é a composição da tarifa paga por essas empresas que fazem o descarte de material no emissário.

Os gestores da Casal também reforçaram a necessidade de uso de equipamento de proteção individual (EPI) pelos motoristas dos caminhões que chegam ao emissário e destacaram que, entre as melhorias que a companhia vem fazendo no local, estão: pavimentação, melhoria do ponto de descarte, recuperação da guarita, reforço na segurança e, em breve, instalação de laboratório para análise do material.

Também participaram da reunião os superintendentes de Negócio da Capital, Roberto Lôbo, e Técnico, Wallace Padilha, além do gerente de Macrocoleta e Tratamento de Esgotos, Antônio Santana, e do supervisor de Coleta de Esgoto, Cid Carlos, todos da Casal.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account