Barragem de Pindobaçu transborda e racionamento é suspenso em Jacobina, Caém e Saúde, municípios baianos

A Empresa Baiana de águas e Saneamento S.A. (Embasa) decidiu suspender, na última terça-feira (19), o regime de racionamento de água nos municípios de Jacobina, Caém e Saúde, após a barragem de Pindobaçu transbordar com as chuvas ocorridas nos últimos dias. A novidade traz alívio à população que, com a instauração do regime preventivo de racionamento no primeiro semestre, estava recebendo água com menor regularidade. A barragem de Pindobaçu, administrada pela Cerb, possui capacidade de acumular 16,8 milhões de metros cúbicos de água e é responsável por atender os três municípios, através da Embasa, e a cidade de Pindobaçu, por meio de um sistema municipal de abastecimento. Para o gerente regional da Embasa, Vinícius Araújo, o acúmulo vai garantir mais segurança hídrica para toda a região. “Além de permitir regularizar o fornecimento de água para os municípios atendidos pela barragem, a água excedente poderá contribuir com a barragem de Ponto Novo através do Rio Itapicuru”, frisou Vinícius.

A barragem do Aipim, situada em Antônio Gonçalves, também alcançou nível ótimo de extravasamento. Ela possui capacidade de acumular 2,3 milhões de metros cúbicos, atende atualmente os municípios de Campo Formoso e Antônio Gonçalves e contribui com o sistema integrado de abastecimento de Senhor do Bonfim, aduzindo água bruta até a barragem do Prata. A água excedente também está contribuindo com a barragem de Ponto Novo, que apresentou uma leve recuperação do seu volume, alcançando, nesta terça-feira (19), 33%, de sua capacidade.

RACIONAMENTO | Segundo Vinícius Araújo, o volume de água acumulado na barragem de Ponto Novo é significativo mas ainda insuficiente para encerrar o racionamento de água nos municípios de Senhor do Bonfim, Jaguarari, Andorinha, Itiúba, Filadélfia, Ponto Novo e Caldeirão Grande. A cautela visa, segundo o gestor, garantir a continuidade do abastecimento por um tempo maior e evitar um colapso. “Diante da disponibilidade hídrica atual, continuaremos prudentes na oferta de água à população, reforçando a recomendação do uso racional e diminuição do desperdício do recurso hídrico”, destacou o gestor.

 

AESBE - Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento

SCS - Quadra 01 - Bloco H - Edifício Morro Vermelho - 16º andar - CEP: 70399-900 - Brasília-DF - Tel/Fax.: 55 61 3022-9600

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account